26 novembro 2014

Poetinha guloso

Foto: divulgação
Lançamento da Companhia das Letras, "Pois sou um bom cozinheiro - receitas, histórias e sabores da vida de Vinícius de Moraes" não tem melhor definição senão esta: é um livro saboroso! Organizado pela família, traz receitas que ele adorava, misturadas a causos da relação do compositor com a cozinha, seja no Brasil ou "lá fora", onde exerceu papel de embaixador.
 Numa das páginas está a carta que ele, de Los Angeles, mandou à mãe. Vinícius conta que almoça todos os domingos na casa do melhor chef do mundo, mas que ainda assim a comida não é a dela, pois lá não tem carne assada, nem feijão-preto com gordura da carne; "não tem, sobretudo, a qualidade materna". Em outra passagem, a cantora Miúcha revela que ele desenvolvia técnicas muito próprias, como a de descascar cenoura com palha de aço.

Entre as receitas, estão pratos da infância e também as de restaurantes que ele frequentava, como o arroz de pato do Antiquarius e o "estrogonofe triste" da Polonesa, ponto tradicional em Copacabana. De botecos, seus quitutes preferidos: bolinho de arroz, empadão de frango, feijoada. 

Além das ótimas fotos que ilustram o livro, fazem diferença a explicação de como ou onde ele costumava comer, ou por que gostava tanto dessas receitas. É um livro que ajuda a conhecer mais de Vinícius, perfeito para ser usado na cozinha enquanto você ouve as músicas do poetinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário