12 dezembro 2016

Prato que ajuda na dieta

O Absorbplate é um prato que absorve a gordura da refeição. Isso mesmo! A ideia, no mínimo esquisita, até que funciona. O utensílio contém 500 pequenos furos capazes de reter até 7ml de gordura, reduz ao menos, 30 calorias por refeição. A ideia partiu da Fundação de Promoção da Saúde da Tailândia, pois na gastronomia local as receitas tendem a ser muito oleosas, e o excesso de colesterol no sangue aumenta o risco de infartos e derrames. Ideia boa, hein?!

08 dezembro 2016

Porto Alegre: lugares para comer bem

Eu morei durante três décadas em Porto Alegre e, graças à vida de repórter, conheci a cidade de cabo a rabo. E sabe, sempre gostei de comer bem: frequentava muitos restaurantes e tinha os meus preferidos. Mas há 3 anos longe da minha cidade natal, muita novidade surgiu por lá, e sempre que vou visitar minha família e amigos tento descobrir o que há de novo e gostoso por aquelas bandas. Em novembro passei 15 dias e amei tudo que conheci! Por isso, hoje, eu vou dar algumas dicas gastronômicas para quem quer comer bem em Porto Alegre!

MANDARINIER GASTRONOMIA

O discreto sobrado no bairro Cidade Baixa é comandado por quatro habilidosas mãos. Depois de se formarem em gastronomia, o casal de chefes Leonardo Magni e Liliana Andriola foram estudar na Europa, na famosa escola Le Cordon Bleu. O legal disso tudo é que eles adquiriram conhecimento e voltaram para o Sul do Brasil para encher o nosso paladar de prazer em porções de alimentos que nos fazem delirar.
O restaurante é pequeno, e há poucas mesas; por isso, é recomendado fazer uma reserva. Mas vamos falar do que interessa: a comida!

Tudo é apresentado no capricho. Primeiro, foi servido um pão artesanal da casa com um sabor marcante: fui obrigada a comprar um para levar para o café da manhã do dia seguinte.

Na entrada um ceviche maravilhoso com ervilhas que, apesar de gosto marcante, era leve, gentilmente leve.

Toda leveza e gentileza que uma entrada pede!
Já o prato principal foi um verdadeiro afago na alma: uma costela compactada de sabor espetacular, que se desmanchava na boca, com sabores de ervas e de textura muito deliciosa. Impecável!

Surpresa, delicadeza e sabores que inebriam o paladar.

Depois veio a sobremesa: uma tortinha deliciosa com sorvete de camomila, que eu comi enquanto ainda delirava com o prato principal.

Quando a comida vira poesia gastronômica!
A cada dia o menu é diferente, por isso, fique atento às redes sociais. O casal capricha em tudo. Vale conhecer, experimentar e ver que o amor é capaz de transformar os alimentos.

Mandarinier
Rua Alberto Torres, 228 -
Cidade Baixa, Porto Alegre/RS
Fone: (51) 3517-7703
www.mandarinier.com.br

RAW FOOD 

 

A tradução do nome é simples: raw food significa "comida crua", mas o pessoal prefere chamar de comida viva. Isto é, os alimentos são produzidos naturalmente, e a intenção é que eles cheguem ao seu prato o menos processados possível, tipo recém colhidos. Mas calma: é cru, mas é quentinho e super saboroso. Sim, sim, sim!

E quem disse que a gente não come com os olhos?! No RAW a comida é viva e linda!
Eu tive uma impressão maravilhosa de tudo que comi no restaurante. O lugar fica entre os bairros Bom Fim e Independência, e tem produtos para vender como sucos detox e outras maravilhas saudáveis. Os pratos que experimentamos me deixaram com vontade de voltar e provar novos sabores. Super recomendo!

Raw Food
Rua Tomaz Flores, 144
Independência, Porto Alegre
Telefone: (51) 3013-3298

VULP BICI CAFÉ

Eu estava com tanta fome que comi tudinho e não fiz o registro do prato, mas garanto é beeeeem servido!
O nome já diz tudo: é um lugar feitinho para nós, os amantes da bicicleta! Com estilo urbano, engajado no cicloativismo e servindo comida vegetariana, o Vulp acolhe até as bikes dos clientes (tem até uma espécie de mini-oficina para pequenos reparos).
Eu conheci o local quando era apenas uma cafeteria, em um outro endereço, e digo: já achava a ideia sensacional. Agora, o pessoal investiu pesado em infraestrutura e oferece almoços que te deixam com a barriga cheia pro resto do dia. São super bem servidos, sem carne, mas com muito carboidrato para galera da bike repor as energias.
Experimente o mate da casa e se ligue no Instagram deles: o menu e os eventos que vão rolar são divulgados diariamente por lá.

Vulp
Endereço: R. Bento Figueiredo, 78
Rio Branco, Porto Alegre
Telefone: (51) 3086-0098
www.vulp.com.br

SAMBÔ SUSHI
O clima do Sambô é muito astral e o atendimento nota 10.
No quesito sushi, eu tenho dois preferidos... acontece!!! O Sambô eu conheci no ano passado e virou uma paradinha obrigatória sempre que passo por lá. Minhas amigas Cibele e Andressa é que me levaram lá pela primeira vez, e eu amei de cara! Sushi delicinha, com preço justo e um clima urbano. O som sempre é de primeira, e a qualidade do salmão idem.

Sambô
Rua Fernandes Vieira, 502
Bom Fim, Porto Alegre
Telefone: (51) 3095-0188
www.sambosushi.com.br

SUSHI SENINHA

É um salmão de responsa esse do Sushi Seninha,hein?! Sou apaixonada!
O Seninha é um caso de amor antigo: passei muito tempo antes de vir para o Rio almoçando aos sábados no Sushi Seninha do Mercado Público. Ali tudo é bem servido, não existe miséria, a gente come muito bem. E o melhor é que o sushiman sempre tá criando novidades e serve aos clientes para experimentarem e darem sua opinião: olha que coisa genial!

Sushi Seninha
Mercado Público de Porto Alegre
Largo Jorn. Glênio Péres, Lojas 47 e 45
Centro Histórico, Porto Alegre
(51) 3211-3131

PARIS 6  

Comemoramos o aniversário da minha amiga e irmã de coração, a jornalista e apresentadora Kellen Caldas.
A famosa rede paulista finalmente desembarcou em Porto Alegre! Eu já conhecia as delícias do cardápio do Paris 6 em São Paulo, e no Sul não foi diferente: são dezenas de opções. A gente fica até meio tonto sem saber o que pedir, mas no fim, tudo dá certo. Atendimento nota mil, lugar agradável no coração do bairro Moinhos de Vento. E o melhor de tudo: aberto 24 horas. Ou seja, é o único lugar que abre o dia inteiro em Porto Alegre. É sério mesmo! Um avanço e tanto!


Paris 6
R. Padre Chagas, 32
Moinhos de Vento, Porto Alegre
(51) 3574-0265

05 dezembro 2016

Segura esse abacaxi, monamu!



Já imaginaram que restos de abacaxi podem virar matéria prima para o mundo da moda?! Não, né?! 

Mas a espanhola Carmen Hijosa sim! Depois de 7 anos de pesquisas e testes, ela lançou o Piñatex, feito a partir das fibras das folhas do abacaxi.


O material virou um couro ecológico sintético com um resultado lindo! Diversos acessórios ganharam essa linda produção. Uma maneira sustentável e que não agride os animais! Adorei! E vocês?!

Para saber mais acesse: http://www.ananas-anam.com/