12 abril 2017

Livro do mês: Budismo e Limpeza


A dica do mês é sobre esse gracioso livro: "Manual de Limpeza de um Monge Budista", da Editora Planeta. Segundo o budismo, fazer faxina significa remover as impurezas do espírito. De acordo com o livro, respeitar os objetos de nossa casa nos ajuda a respeitar as pessoas. E quanto mais cedo a gente realiza as tarefas de limpeza, melhor.

Aliás, a primeira e principal dica do autor, o monge Keisuke Matsumoto, é de NÃO DEIXAR PARA LIMPAR A SUJEIRA AMANHÃ. A premissa é a daquele velho ditado: não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje. Não deixa aquela louça suja do jantar na pia, nem a cama desarrumada, isso só traz mais preguiça e negligência para o espírito.

Quem não respeita os objetos também não vai respeitar as pessoas. Se tudo se torna inútil e desnecessário em algum momento, então tudo é potencialmente lixo, até as relações humanas. Por isso, ao limpar a sua casa, manuseie os objetos com cuidado e gratidão.

O autor diz: "Por que nos sentimos atraídos por estilos de vida naturais e simples? Porque, em algum lugar dentro de nós, há a certeza de que a modernidade não trouxe de fato a alardeada liberdade. Acredita-se que liberdade é fazer o que se quer na hora em que se deseja. Porém, a liberdade, de fato, é viver em paz, com o coração pleno de felicidade. E isso se obtém somando cada uma de nossas ações. O tempo dedicado à limpeza, por exemplo, traz uma sensação de plenitude que se estende durante a permanência no ambiente".

Te interessou?! Então pode investir no livro! Além de um bom guia de organização da casa, ele traz aquelas premissas básicas do budismo, e que gente devia incorporar cada vez mais nas nossas vidas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário