23 maio 2018

Hotéis do mundo: Spa do Vinho


Chegou o friozinho! E para combinar com a estação, nada melhor do que uma boa taça de vinho, hein?! Pensando na bebida favorita de Baco, o deus grego das festas e dos prazeres, eu vou compartilhar uma das minhas dicas de viagens favoritas aqui pelo Brasil.

Olha ele aí: Baco, de Caravaggio, 1595 - exposta na galeria de Uffizi em Florença
Sempre que falo em vinho, me lembro da deliciosa serra gaúcha onde eu estive muitas vezes, em viagens a passeio e a trabalho. E hoje, vou contar da experiência que tive no maravilindo Spa do Vinho, no Vale do Vinhedos em Bento Gonçalves, coração da serra gaúcha.

Ainda como jovem casal sem filho, fomos passar um final de semana para relaxar. A época da colheita da uva já havia passado e os parrerais estavam vazios; mesmo assim a beleza continuava presente -  como numa pintura antiga onde a tela craquelada não compromete as pinceladas do artista.

O hotel vai além da hospedagem, tem um SPA incriveland, fitness center, quadras esportivas, piscina e restaurante. Aliás, ele é pet friendly e pertence a famosa rede americana Marriot. Bom, hein?! Muitíssimo bom!

As acomodações que ficamos eram exatamente como o prometido nas fotos, e com uma super higienização. Aquela coisa: cama para descansar, hotel grandioso para relaxar! Mas a gente não foi só pensando nisso! A meta eram os vinhos! Baco nos entende, cês sabem...

No sábado nos exercitamos jogando tênis, depois foi a hora de descansar (tem um spa para o corpo e a mente com os produtos Caudalie). Para finalizar o dia, o jantar foi harmonizado com os vinhos da estação.Tudo num clima "noir" no próprio restaurante do hotel. A luz de velas e com menu delicioso, sem falar da variedade de vinhos. Saímos do restaurante num cortejo que nos levou à uma noite digna das Bacantes.
O vinho tirou as minhas capacidades de fotografar  com foco
Mas calma que o mundo de taninos e afins estava só começando. No dia seguinte, queríamos acordar cedo. Afinal, iríamos participar de uma aula de enologia e degustação de vários tipos da bebida com toda aquela parafernália que se usa para saborear a bebida da maneira correta.

Óbvio que eu bebi sem moderação e o pouco que aprendi foi usar os sentidos para saber se o vinho está bom ou não. E, depois da aula e da suave embriaguez de vinho, fomos almoçar em um dos meus locais favoritos em Pinto Bandeira: a casa de pedra, ou melhor, Restaurante Nona Ludia, com refeições típicas da região, que  deixam o turista de barriga cheia e com muitas saudades de uma bela e boa polenta frita! Aproveitem esse friozinho que tá só começando e conheçam as belezas e as delícias que a Serra Gaúcha tem para oferecer!

Um comentário:

  1. A serra gaúcha é tudo de bom. Estive várias vezes no Vale dos Vinhedos e posso garantir que vale cada centavo investido na viagem.

    ResponderExcluir