29 maio 2019

Hotéis do Mundo: Solar do Império, Petrópolis/Rio de Janeiro


O inverno tá quase chegando e as cidades serranas são ótimas para quem quer tirar os casacos, gorros e mantas do armário. Eu, nascida e criada no sul do país, me acostumei com as baixas temperaturas, apesar de sofrer com a falta de calefação nas casas gaúchas. A gente se virava com aqueles aquecedores elétricos, chocolate quente e muita - mas muita - roupa! Seis anos como moradora do Rio de Janeiro não me fizeram esquecer o frio, mas sim, ter saudades dele: da nostalgia do cheiro de sopa pela casa, de ficar bem pertinho do pai e da mãe pra não passar frio, do meu nariz sempre gelado, do cheiro de lenha nas cidades do interior, de comer pinhão, beber quentão e de saber que o inverno é a época do meu aniversário. Pois bem, aqui no Rio de Janeiro já me hospedei na serra e  é sobre essa experiência que a edição do Hotéis do Mundo desse mês vai tratar.


Eu preciso compartilhar a incrível passagem que tive no Hotel Solar do Império, cravado no coração da cidade de Petrópolis. A localização é a melhor possível: nos 3 dias que ficamos lá não precisamos tirar o carro do estacionamento. As melhores atrações turísticas ficam muito perto do hotel. A gente foi a pé até o Museu Imperial, a Catedral da cidade, a praça do Palácio de Cristal, e olha, a gente estava com um bebê pequeno, com 1 ano de idade, e levando ele de carrinho para todos os lados e atrações.


Mas vamos ao que interessa: o hotel! O solar do Império fica em dois antigos casarões, um de 1875 e outro de 1893, que chegaram a abrigar a Princesa Isabel e seu marido o Conde D'Eu, ou seja, são casas do tempo em que o Imperador Dom Pedro II ainda vivia pela cidade, durante suas temporadas de veraneio (quando ele fugia do verão e do calor do Rio de Janeiro). As construções são tombadas pelo IPHAN  - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e foram reformadas para o hotel, que tem um alto padrão de qualidade. A beleza arquitetônica dos palacetes e a decoração deixam o clima frio da cidade mais aconchegante, aquecendo os corações dos hóspedes que ficam admirados com tanto encantamento.




O quarto que ficamos era grande, com muita infra estrutura: cama king size, tv, ar quente e frio, frigobar, wifi, ammenities, secador de cabelo, guarda roupa, cabides, mesa, guarda-chuva e colocaram berço e banheira pro nosso bebê. Além disso, na chegada, chocolate na cama e toda manhã o jornal do dia é colocado na porta! Tratamento vipíssimo. E olha que eu nem falei do café da manhã delicioso, da piscina, do  jardim e do SPA. A equipe também foi super atenciosa e nos tratou com muito carinho.


Foi simplesmente a melhor hospedagem que já tive na serra fluminense! Além de todo o capricho e da sensação de bem estar que o hotel proporciona, sentir o frio da noite serrana e ver a lua sorrir pra gente entre uma caminhada e outra são sensações que só o ambiente da cidade nos proporciona. É mais uma memória gostosa que entrou na minha vida e que tem relação direta com o clima mais gelado do ano: o inverno. Que ele venha logo e eu possa abrir o guarda roupa e  abraçar um lindo casaco de lã, tenho absoluta certeza, que ele sente ainda mais saudade do frio do que eu! :)